• Dra. Paola da Costa Nunes

BANCO PAN CONDENADO EM 10 MIL POR NEGATIVAR NOME DE PASTOR QUE NEM ERA CLIENTE


O pastor evangélico JLQ nunca fez negócio com o Banco Pan S/A e foi surpreendido quando descobriu que seu nome foi negativado pelo banco. Ele bem que tentou conversar com a empresa, mas o mau atendimento o desencorajou de prosseguir.

Inconformado, o pastor procurou Dias Batista Advogados e foi atendido pela Dra Paola da Costa. A advogada explicou a ele que seria necessária uma liminar para tirar o nome dele do cadastro de maus pagadores e depois a empresa seria processada por danos morais.

Após a retirada do nome do autor do SCPC, o Banco Pan respondeu à ação, admitindo a inscrição negativa, mas ponderando que o nome já não estava lá e que o autor da ação sequer os procurou para conversar.

A desculpa não colou e o juiz José Carlos Metroviche, da Quarta Vara Cível de Sorocaba condenou o banco em R$ 10.000,00 pelos danos morais causados. Da decisão ainda cabe recurso. O processo recebeu o número 1011930-74.2019.8.26.0602.

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo